undefined

Pedido de música

Nome:
E-mail:
Cidade:
Música:
Interprete:
Oferecimento:
 Enviar

Enquete

Ótimo
Bom
Ruim

Destaques

Novembro Azul

Feeds Notícias RSS

 Atlético-GO tropeça contra lanterna e pode perder a liderança na Sul-Americana
Apesar das inúmeras chances criadas, o Atlético-GO não saiu do 0 a 0 com o Palestino (CHI) na noite desta quarta-feira, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia, em duelo válido pela quarta rodada do Grupo F da Copa Sul-Americana. Os dois times tiveram jogadores expulsos no segundo tempo. Com o resultado, o Atlético-GO segue na liderança da chave, agora com oito pontos. Contudo, o segundo colocado Libertad (PAR) com seis pontos jogará nesta quinta-feira contra o Newell's Old Boys (ARG) e, se vencer, assumirá a primeira posição com nove. Só o líder avança às oitavas. O Palestino (CHI), por sua vez, já eliminado, conquistou o primeiro ponto na competição e ainda segue na última colocação do grupo. Os primeiros 45 minutos foram basicamente de ataque x defesa. O Atlético-GO dominou as ações na partida e criou as principais chances de gol. Contudo, pecou nas finalizações e não teve sorte quando a bola acabou carimbando a trave ao invés de ir para o fundo da rede. Apesar de um início tímido, o Atlético-GO armou uma verdadeira blitz a partir dos 18 minutos, quando João Paulo tocou para Zé Roberto e o atacante finalizou com o bico da chuteira para a linha de fundo. Não demorou e aos 22 minutos foi a vez de Marlon Freitas cabecear com perigo e quase marcar. E aos 24 minutos Janderson cobrou falta com categoria e acertou a trave do goleiro Toselli, que ainda saltou para tentar evitar o gol. No segundo tempo o Atlético-GO seguiu com postura ofensiva e voltou a assustar aos três minutos em chute de Igor Cariús que saiu pela linha de fundo. Só que a estratégia do time foi frustrada com uma infeliz expulsão de William Maranhão, que recebeu dois cartões amarelos em apenas quatro minutos. Com um homem a mais, o time chileno viu a possibilidade de surpreender em Goiânia e saiu um pouco mais para o jogo. O Palestino (CHI) apostou nas bolas aéreas e quase marcou aos 18 minutos, em desvio que acabou passando rente a trave do goleiro Fernando Miguel. O Palestino também teve Farías expulso aos 30 minutos da etapa final, que fez o Atlético-GO se lançar ao ataque pela vitória. As chances foram sendo criadas, sendo a primeira com Marlon Freitas aos 36 minutos e depois com Janderson aos 38, ambas finalizações com perigo ao gol. Mas no final acabou prevalecendo a forte defesa chilena, que ainda contou com um pouco de sorte para deixar o gramado com pelo menos um ponto conquistado. O Atlético-GO voltará a campo na quarta-feira (19) para enfrentar o Libertad (PAR) às 19h15, novamente no Antônio Accioly, em Goiânia. Enquanto o Palestino visitará o Newells Old Boys (ARG) na quinta, às 19h15 na Argentina.
 Motorista foge de policiais e abandona caminhão com 450 mil maços de cigarros
A PRF (Polícia Rodoviária Federal) apreendeu uma carreta carregada com cerca de 450 mil maços de cigarros contrabandeados do Paraguai em um posto de combustíveis de Naviraí, cidade que fica a 366 quilômetros de Campo Grande.  A apreensão ocorreu depois que uma equipe de policiais, deu ordem de parada ao motorista do caminhão enquanto ele seguia pela BR-163, na noite desta última terça-feira (11). O condutor entrou no posto de combustíveis com o veículo, desceu do caminhão e conseguindo fugir a pé dos policiais.  Buscas foram feitas na região, no entanto o contrabandista não foi localizado. Durante a vistoria no caminhão, os policiais se depararam com a carroceria repleta de caixas do produto contrabandeado. O veículo e a carga foram encaminhados para a Receita Federal de Mundo Novo. 
 Ceará só empata em casa, mas mantém a liderança do Grupo C da Sul-Americana
Longe de um bom futebol, o Ceará só empatou com o Arsenal de Sarandí (ARG) por 0 a 0 na Arena Castelão, em Fortaleza, em duelo realizado na noite desta quarta-feira, válido pela quarta rodada do Grupo C da Copa Sul-Americana. O time cearense foi pouco efetivo e não mereceu a vitória. O Ceará entrou em campo pressionado após perder a final da Copa do Nordeste para o Bahia. Apesar do discurso de virar a página após o vice-campeonato, foi nítido em campo a ansiedade e a tomada de decisões erradas no campo ofensivo. Com o resultado, o Ceará manteve a liderança do Grupo C, agora com seis pontos, assim como o Bolivar, que só empatou por 2 a 2 com o Jorge Wilstermann, na Bolívia. Já o Arsenal de Sarandí (ARG) segue na segunda posição com cinco pontos ganhos. Mesmo fora de casa, o Arsenal de Sarandí (ARG) tomou a iniciativa no Castelão e ditou o ritmo de jogo nos primeiros minutos. Antes dos dez minutos, Alan Ruiz tentou duas finalizações em direção ao goleiro do Ceará, mas ambas sem sucesso. Aos poucos o Ceará conseguiu equilibrar a partida, mas também pecou no chute ao gol. A primeira chance veio aos 22 minutos, quando Vina tabelou com Mendoza e chutou pela linha de fundo, sem perigo ao goleiro Medina. A melhor chance do time cearense aconteceu aos 34 minutos. Em nova tabela, desta vez Vina deu ótimo passe para Mendoza, que ficou cara a cara com o goleiro. Porém, o atacante demorou e finalizou em cima do camisa 1, perdendo ótima chance de abrir o placar antes do intervalo. No segundo tempo o Ceará voltou com postura mais ofensiva e pressionou o Arsenal de Sarandí (ARG) pela vitória. Mas novamente o time se precipitou em algumas escolhas e esbarrou na forte marcação do sistema defensivo adversário. Na reta final da partida, Guto Ferreira apostou nas entradas de Cléber, Fernando Sobral e Jorginho pelo gol, mas não surtiu efeito. Aliás, quem quase balançou as redes foi o Arsenal de Sarandí (ARG) aos 46 minutos, em cabeceio de Albertengo que Richard precisou fazer linda defesa. O Ceará voltará a campo na quinta-feira (20) para enfrentar o Bolívar (BOL) às 19h15, na Arena Castelão, em Fortaleza. Já o Arsenal de Sarandí (ARG), na quarta-feira (19) enfrentará o Jorge Wilstermann (BOL), às 19h15, na Bolívia.

Notícia sobre Musica

  • Pink Floyd lidera parada britânica pela primeira vez desde 1995
  • Rock in Rio anuncia promoção e venda antecipada de ingressos
  • Taylor Swift pensa e dança em '1989', disco com letras inspiradas

Vídeo do Youtube

Top 5

1
Taylor Swift
Blank Space
2
One Direction
Steal My Girl
3
Beyoncé
Pretty Hurts
4
Coldplay
5
Demi Lovato
Really Don't Care

Programacão

  • No Ar
    Musica de qualidade
    Até as: 23h59

Notícias por grupo

Programacão

  • No Ar
    Musica de qualidade
    Até as: 23h59

Recados

  • De: Rafael
    Para: Equipe RTWeb

    19/11 15h02

    Parabéns pelo site!

Deixe o seu recado

OK

Está na Mídia

Notícias

 Justiça determina o afastamento de Sydnei Pereira da Prefeitura de Anajatuba

Na decisão, o juiz afirma que há 'risco sério e concreto' do prefeito incinerar documentos públicos que comprovem atos de corrupção. O caso já foi destaque no Bom Dia Brasil. Sydnei Pereira, prefeito de Anajatuba Reprodução/TV Mirante A Justiça determinou o afastamento do atual prefeito Sydnei Pereira (PCdoB) em Anajatuba, a 137 km de São Luís. Ele é suspeito em diversos processos por desvios de dinheiro público que são alvos de investigações federais. Na decisão, o juiz Bruno Chaves de Oliveira afirma que há evidências de simulação, favorecimento e até mesmo a falta de formalidade legal em contratos da prefeitura. O juiz cita ainda um relatório da Controladoria Geral da União (CGU) que aponta superfaturamento de itens que estavam em contratos, mas não foram entregues para a prefeitura. O relatório indica também: Pesquisa de preços fictícia Falta de notas fiscais Abastecimento de veículos que não estavam autorizados a prestarem serviço na área da saúde Combustível com preços superiores aos de mercado Aquisição de combustível sem comprovar a sua destinação Contratação de empresas fornecedoras sem a necessária qualificação técnica Alteração da quantidade de veículos de transporte de pacientes (24 veículos supostamente foram utilizados para o transporte de pacientes para São Luís/MA, porém os pacientes só eram transportados em uma Van) Ausência de indicação da placa dos veículos supostamente abastecidos Motocicletas abastecidas com quantidade de litros acima da capacidade do tanque Notas fiscais sem a placa do veículo abastecido e sem assinatura do condutor Utilização de posto de combustível não contratado para o abastecimento da frota municipal Atestado de capacidade técnica com fortes indícios de conteúdo falso Pagamento indevido a fornecedor por materiais de construção não comprovadamente entregues ou efetivamente utilizados em ações de saúde Contratação de empresas sem capacidade operacional Contratos simulados de locação de veículos Despesas de manutenção dos veículos por conta de seus proprietários Ausência de identificação do beneficiário final das despesas Em outro momento, o magistrado explica a principal motivação para o afastamento do atual prefeito. Segundo Bruno Chaves, há 'risco sério e concreto' de que Sydnei Pereira e sua gestão ainda possam, nesses últimos dias do seu mandato, destruir o que ainda restou nos arquivos públicos do município, como documentos dos procedimentos licitatórios e contratações que fazem parte das investigações contra ele. Em 2018, o Ministério Público do Maranhão já havia pedido o afastamento do prefeito de Anajatuba. Na época, o promotor Carlos Augusto Soares afirmou: “Há um número muito grande de notícias de irregularidades sendo investigados. O que se observa é que o gestor está utilizando de artifícios para impedir a elucidação desses casos e o afastamento dele é necessário”, declarou Carlos Augusto Soares, Promotor de Justiça de Anajatuba. Investigações federais sobre supostos desvios de dinheiro público em Anajatuba são destaque no Bom Dia Brasil Sidney Pereira e Helder Aragão Em 2015, Sidney Pereira denunciou por corrupção o então prefeito do qual ele era vice, Helder Aragão. O prefeito foi afastado e ele assumiu a Prefeitura. Sydnei foi reeleito em 2016 e passou a enfrentar denúncias até da Câmara Municipal, onde um vereador do mesmo partido chegou a entrar com oito representações em órgãos de fiscalização. O caso foi destaque no Bom Dia Brasil. “O que mais me deixa triste é que o gestor atual anda fazendo as mesmas coisas que o outro estava fazendo", contou Lauro Sousa, vereador do PCdoB. Nas eleições de 2020, Helder Aragão venceu e vai assumir a prefeitura a partir de janeiro de 2021. Mesmo sendo do mesmo partido, o vereador Lauro Sousa já entrou com oito representações contra o prefeito de Anajatuba Reprodução/TV Mirante Investigações Constam nas investigações, o fechamento de escolas por falta de dinheiro e milhões de reais gastos em licitações suspeitas. No campo da educação, a Prefeitura de Anajatuba cortou o transporte escolar em alguns povoados por causa da situação das estradas. Condições de estradas em Anajatuba fizeram a Prefeitura cortar o transporte escolas em povoados Reprodução/TV Mirante A atual gestão também chegou a fechar 21 escolas, de acordo com o Sindicato dos Professores. Antes haviam 55 escolas na cidade. Em 2018, a prefeitura justificou o fechamento pela falta de recurso para manter os professores. Buraco em parede ao lado do quadro negro em escola de Anajatuba Reprodução/TV Mirante Malharia ‘ Maria dos Milagres’ Os contratos com uma malharia de São Luís também são alvo de investigação. Entre 2016 e 2017, a malharia Maria dos Milagres Sousa Moreira Aquinho vendeu R$ 410 mil à Prefeitura de Anajatuba em artigos esportivos e brinquedos. Só em 2017 foram R$ 321 mil pagos à malharia, segundo o Tribunal de Contas do Estado. No ano passado foram pagos R$ 321mil à malharia 'Maria dos Milagres', segundo o TCE, em artigos esportivos e brinquedos.. Reprodução/TV Mirante Entre os itens vendidos estão bolas, chuteiras, redes de vôlei, 30 pares de rede oficial de campo de futebol. Mas o principal campo da cidade não tinha trave e estava coberto pelo mato. Nos povoados do interior as pessoas disseram que nunca viram artigos de esporte. Em nota, a malharia 'Maria dos Milagres' disse que participou da licitação com seriedade e responsabilidade e que está à disposição da Justiça para prestar qualquer esclarecimento. Brunopel Outros pagamentos que chamaram a atenção foram os recebidos pela autopeças Brunopel, que recebeu R$ 455 mil com vendas de peças para carros de Anajatuba em 2016. Em 2017, a autopeças também recebeu R$ 8,4 milhões do município de Anajatuba em peças e locação de veículos. Na cidade, órgãos públicos como o Conselho Tutelar reclamavam que não tinham carro pra trabalhar. "A gente solicita às vezes o apoio da polícia quando é emergência e quando não a gente está esperando a solução para continuar com o nosso trabalho", contou Telmo Lopes, coordenador-geral do Conselho Tutelar da cidade de Anajatuba. Autopeças Brunopel recebeu R$ 8,4 milhões de Anajatuba em peças e locação de veículos, segundo o TCE Reprodução/TV Mirante Entre os sócios da Brunopel está uma mulher descrita como Rosalina Pereira Silva, que é ex-mulher de um doador de campanha de Sydnei Pereira chamado Cosme Pereira de Souza, que doou R$ 2.500 na campanha. Ela foi procurada pela reportagem, mas não se conseguiu contato. Cosme também é tio da então secretária de administração do município, Pollyana Lisboa. Ela negou ligações da família dela com o prefeito. “Não temos nenhuma ligação com o Prefeito, a não ser a empresa que concorreu, ganhou e nem faz parte mais da Prefeitura", disse a secretária de administração de Anajatuba, Pollyana Lisboa. Cosme Pereira também era dono de um carro de luxo avaliado em mais de 120 mil reais, que o prefeito da cidade usava no dia-a-dia. O prefeito diz que o carro que ele usava era alugado e Cosme Pereira não foi encontrado. "Ele tinha o contrato de locação de veículo. Então ele me alugou esse carro para o gabinete. Aí quando ele perdeu o contrato, a empresa que ganhou o contrato comprou o carro dele e permaneceu o aluguel. Ele continua sendo alugado o carro", respondeu o prefeito Sydnei Pereira. Apesar do que consta no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Sydnei Pereira negou que Cosme tenha sido doador de campanha e diz que contratou a sobrinha de Cosme como secretária por causa da competência dela. "Essa menina eu conheci ela na empresa dele com relação ao processo que eles tinham com a gente de fornecimento e ela se mostrou, à epoca, muito eficiente", afirmou o Prefeito. Consulta no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) indica que um homem chamado Cosme Pereira foi doador de campanha de Sydnei Pereira Reprodução/TV Mirante O prefeito diz ainda que não pagou os oito milhões à autopeças em 2017, apesar dos valores constarem na prestação de contas do município, junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) como pagos. "Não tem nem como uma prefeitura no porte de Anajatuba pagar nem a metade disso aí", afirmou o prefeito. Procurador Jairo Cavalcanti explicou que é considerado pagamento quando um documento chega ao TCE e há comprovação de transferência bancária, como um dos exemplos. Reprodução/TV Mirante Entretanto, o procurador de contas do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Jairo Cavalcanti, explicou como funcionam a comprovação de pagamentos e diz que o valor foi realmente pago. "Quando o documento chega aqui sendo comprovado que houve transferência bancária.... um recibo ou um cheque em favor do credor... nós consideramos que esse valor foi efetivamente pago", asseverou o procurador. Uso do dinheiro público é alvo de investigações federais na Prefeitura de Anajatuba, no Maranhão

Banner


     Rádio de Modelo 1

RTWeb